segunda-feira, 27 de abril de 2009

Oito motivos para que seu próximo computador seja um Mac


Ex-editor da PC World americana aponta razões que podem fazer usuários de Windows trocarem de plataforma

Por Harry McCracken, da Technologizer

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Você jamais me verá escrevendo algo que aponte para uma supremacia dos Macs – ainda mais porque os dois últimos computadores que eu comprei eram notebooks com Windows – e acabo de escrever outro artigo intitulado Oito motivos para que seu próximo computador seja um PC. Apesar disso, sempre que a pergunta “Mac ou PC?” me é feita, apresento uma série de argumentos em favor da plataforma da Apple. Abaixo, você encontrará oito delas, listadas de acordo com o impacto positivo que elas acarretam na experiência diária do usuário de computação.


1. Macs são consistentes
O Windows Vista é um software que me faz lembrar a legendária e inexplicável Winchester Mistery House – um lugar repleto de corredores sem fim, uma quantidade absurda de quartos interconectados por escadas e passagens secretas. Toda vez que a Microsoft resolve redecorar seu sistema operacional, processo também conhecido por upgrade, parte das coisas é movida de lugar sem um motivo aparente.
A interface lógica e minimalista do OS X traz apenas umas poucas coisas que devem ser aprendidas ou reaprendidas. Em resumo, a Apple bagunça menos as coisas quando decide apresentar um novo release do sistema operacional, como vimos no Leopard.
Motivo: é mais fácil fazer o que se deseja

macxwin300

2. O prazer de previsibilidade
Qualquer um que já tenha passado por uma experiência conhecida como Pânico do Kernel sabe que os Macs não são à prova de bala. Mas depois de permanecer logado por milhares de horas tanto em PCs com Windows (provenientes de diversos fabricantes) e em Macs me convenci de que, na media, os Macs são menos sujeitos a problemas dos que os PCs.
Minha experiência mostrou que os Macs dão menos pau, sofrem menos de lentidões inexplicáveis, lidam melhor com pouca quantidade de memória e são mais rápidos tanto para ligar quando para desligar. E também mais confiáveis.
Eu não sei exatamente o porquê de tudo isso, mas é possível supor que seja decorrente do fato de a Apple desenvolver seu próprio sistema operacional e projetar seu próprio hardware.

3. Quem precisa ter dor de cabeça com problemas de segurança?
Se os caras maus da web tivessem decidido focar no OS X com a mesma intensidade que atacam o Windows há anos, é provável que o free hide dos fãs de Macs já teria acabado.
Mas, por enquanto, este é um fato consumado: um dono de um Mac que não utiliza qualquer aplicação de segurança corre menos risco de ser infectado por um spyware ou vírus do que um usuário de Windows que proteja seu PC de forma obsessiva. Na semana passada, dois colegas que usam PC com Windows foram vítimas de ataques. E, até hoje, nunca ouvi uma história real de um amigo do mundo Mac que tenha visto sua segurança ser vencida.

4. Sem anexos desnecessários
O Windows é um sistema operacional infinitamente melhor quando não vem entupido dos aplicativos demo e outros software indesejados que uma boa parcela dos fabricantes enfiam no menu Iniciar, no desktop e na bandeja do sistema.
Você não vê nada disso em um Mac. Também não verá os irritantes balões de diálogo que surgem na bandeja do sistema e não precisa fazer a ativação do OS X ou mesmo terá de lidar com Controle de Conta de Usuários (UAC). E enquanto alguns fabricantes algumas vezes decidem corrigir coisas no Windows que não apresentavam problema – como o utilitário de Wi-Fi que a Lenovo grudou no Windows Vista –, a Apple escreveu primeiro o OS X. Não há como bagunçar o sistema operacional.

5. Detalhes contam
É possível comprar um PC com Windows que se equipare a um Mac em termos de velocidade de CPU, quantidade de memória RAM, espaço em disco e outras especificações por muito menos dinheiro. Mas você não terá uma fonte de alimentação que permite enrolar confortavelmente o cabo de força para transportar, nem um conector MagSafe que não fará seu notebook sair voando caso alguém tropece no cabo de força.
Você também não terá um touchpad maior que aceita toques multitouch para auxiliar na navegação, seja na web ou em seus documentos. E ele será provavelmente mais pesado quando comparado a um Mac. E da próxima vez que eu encontrar um executivo da Microsoft que vier com essa história de “taxa da Apple”, perguntarei a ele que modelo de carro ele tem e se ele o escolheu com bancos de tecido e vidros manuais ou se preferiu optar por alguns confortos.


6. A Apple é uma das melhores empresas de software do mundo
Esqueça todos os Macs, iPod e iPhones por um momento. Os aplicativos da Apple são úteis, divertidos, inovadores – desde a suíte iLife (cuja presença em todo novo Mac já um argumento e tanto para escolher tal plataforma) a ferramentas mais robustas, como o Final Cut pro. Muitos rodam apenas no OS X (as versões para Windows do iTunes, Safari e QuickTime funcionam, mas a Apple faz com ele funcionem ainda melhor em seu próprio sistema operacional e hardware).

7. Suporte técnico que impressiona
Compre um Mac e você estará qualificado para receber suporte técnico pessoal gratuito fornecido por um representante atencioso em qualquer Apple Store (infelizmente, não disponível no Brasil), chamado Genius Bar. O atendente possui profundo conhecimento do seu sistema e será capaz de fazer coisas como reinstalar o sistema operacional e trocar teclas quebradas.
A Microsoft tem planos de treinar gurus em Windows para oferecer um atendimento ao cliente semelhante nas revendas. Mas é pouco provável que consiga fazer algo semelhante ao Genius Bar simplesmente porque há muitos modelos de PCs fabricados por um número enorme de empresas e rodando uma ampla variedade de versões do Windows e é impossível para qualquer pessoa ser um expert em tudo.

8. Macs também são PCs
O que quero dizer com isso é que a função Boot Camp do Leopard – e melhor ainda se usar o Parallels Desktop ou o Fusion – permitem rodar o Windows e aplicativos Windows em um Mac. Isso pode ser muito importante quando não há versão disponível para OS X do aplicativo. Mas é preciso ter em mente que, ao instalar o Windows, você estará abrindo um brecha na segurança do seu Mac.
E você, que já tem um Mac, que outra razão daria para estimular alguém a comprar um também? Deixe seu comentário e compartilhe sua idéia com outros leitores.

Para saber mais, Macword.

2 comentários:

  1. posso eu dar depoiemnto? auhahauhhaa

    ResponderExcluir
  2. o preço é que ainda é salgadinho, né? Ah, se meu dinheiro desse...

    ResponderExcluir